No dia 29/06/13, cerca de 1000 pessoas ocuparam as ruas do Jardim Botânico em manifestação contra as remoções, contra a violência policial e contra a Rede Globo. Estavam presentes moradores das comunidades do Horto, Vila Autódromo, Indiana, Vila Recreio II e outras. Também estavam presentes os movimentos AMAHOR, MNLM e favela não se Cala. Esse foi o primeiro ato unificado contra as remoções no Rio de Janeiro, mas a luta pelo direito a moradia não começou hoje. Esse ato mostra que as comunidades estão unidas e organizadas contra o projeto de cidade que não permite a participação popular e expulsa o pobre para dar lugar a especulação imobiliária.