Das Lutas

Coletivo

Temporada de Caça aos Patos

* ou como tentam capturar e neutralizar por dentro a organização horizontal das ruas.

captura

Por Fernando Monteiro.

No Rio de Janeiro já começou a temporada de caça aos patos.

“Foda” do eixo/midia mija organiza uma ocupação na Cinelândia, dessas com aviso pra prefeitura, Estado, polícia, GM, defesa civil, BNDES, Petrobras, Chevron, Globo.com, hora pra chegar, hora pra sair… nisso eles convidam todos e todas para uma reunião super horizontal e aberta a fim de construir, só que na real ela é a terceira reunião (sabe-se lá mais quantas tiveram antes), lançam no ar que essa ideia é nova e super atual (Uau! ocupar a cinelândia é mesmo uma puta novidade), só que a ideia é essa e tá fechada, gestada faz meses, idealizada pelos líderes do movimento horizontal e empurrada goela abaixo, mija e seus projetos com captação de recursos de tudo quanto é lado possível, escrito em papel couché.

Mija fazendo carinho no PT e a sua “frente” de múltiplas legendas, que conjuga muitas das pautas dos Movimentos Sociais (assim em maiúsculo) no seus programas de governo, essas pautas muitas vezes estão ao lado de muitos dos pontos de pauta mais reacionários do cenário (desses que poderiam estar em postagens da página da TV Revolta), convivem em perfeita harmonia. Curiosamente pautas como a da reforma agrária ou demarcação de terra indígena não andam nem parecem fazer algum sinal de que vão andar.

Mijar em toillete de Brasília deve ser chic, Asa Norte, coisa e tal. Altas festas em SP, altos acordinhos, que somados valem mais do que muito acordão por aí. Eles mijam e querem levar todo mundo pra mijar tb, e mijar junto com eles em ano eleitoral é algo que muita gente vai querer fazer, gente que quer “andar com sua pauta”. Mijar comunicação em ano eleitoral é posição-chave, é o que ganha de fato eleição, e pra ganhar eleição tem que saber o que o povo ta querendo ouvir na hora que for discursar. A política é uma bosta e a ficha andou caindo pra uma galera. Esse pessoal de cima (bem lá de cima mesmo) precisa urgentemente de uma conexão com a parte de baixo, que se tremelicar muito derruba a pirâmide. Aí que entram os nossos bravos mijas (e tantos outros que proliferam em ano eleitoral), a fim de entender, codificar, tornar legível, simplificar acima de tudo e depois lucrar. Lucrar vendendo aos seus contatos de cima da pirâmide a linguagem dos debaixo, a linguagem que eles (de cima) não entendem, mas que seus funcionários de aspecto descolado, cá de baixo, já souberam como entender. A dinâmica da coisa é perversa, muito cruel mesmo. Quem mija, no fundo, quer casar…casar a pauta que surge da horizontalidade (ou da tentativa dela) com a pauta do governo e, consequentemente, da ordem.

Mija opera no Rio de forma bem clara, de forma mais sutil em outros Estados, opera mais ou menos agressivamente de acordo com as necessidades dos seus patrões ou com a entrada/aceitação que eles tem (ou tiveram a partir do boom do ano passado) em cada Estado. Fazem oposição ao modelo de comunicação de massa tradicional e em vias de falência, no fundo são aqueles que querem colocar as coisas em outros eixos só que na mesma máquina de sempre. Sua linha de ação é a cooptação ativa das pautas e anseios populares aliada ao senso jornalístico em busca de sensacionalismo, seu potencial de leitura, sua gulosa atitude de engordar seu quadro de funcionários, fechar acordos com corporações, Estado e gerar capital com tudo isso. Alguns (talvez muitos) cairão em seus golpes de Ninjitsu, contudo tem uma porção de gente que sabe como funciona a foda do eixo…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 22 de maio de 2014 por em Para seguir lutando, Porrada! e marcado .
%d blogueiros gostam disto: