Das Lutas

Coletivo

FOI VOCÊ QUEM MATOU FELIPE

Protesto em Costa Barros contra o assassinato de Felipe Rangel de 3 anos.
Por Coletivo Das Lutas

Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos. Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos. Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos. Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos. Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos.

FOI VOCÊ QUEM MATOU FELIPE

Politizar a morte, destruir a maquina assassina! A polícia machuca a cidade quando transforma qualquer protesto das comunidades em ação ligada ao tráfico, quando nos impede de protestar nas ruas, quando forja provas contra manifestantes, quando age com violência em atos pacíficos e legítimos. Machuca a cidade quando ajuda a difundir e fortalecer o tráfico e outros grupos de controles territoriais. Machuca a cidade quando tenta impor sobre a dinâmica da cidade uma moral e um controle destrutivo, excludente. E a polícia machuca a cidade, é preciso dizer, porque boa parte da cidade e seus ‘cidadães de bem’ alimentam e participam da gana sádica, impositiva, ordeira, ou seja, fortalecem a vontade de destruição disseminado pela sociedade, o ódio fundamental ao outro é que nos liga e nos transforma em uma sociedade, é ele que legitima uma política de enfrentamento contra os corpos. Mas nada se compara a ação mais efetiva da polícia em seu desejo de submeter a cidade. Nada machuca mais o(s) corpo(s) da cidade do que a polícia efetivando cotidianamente a destruição da vida que tenta se impor contra ela. Mas a imposição da vida contra a polícia aqui é pura existência inocente (no sentido forte do termo, não só jurídico). A polícia hoje é uma força destrutiva e negativa que não sabe lidar com a vida. Tragicamente é simples assim, a existência da polícia hoje é manutenção de um extenso e terrível enterro de corpos, maioritariamente negros e pobres. Politizar a morte, como fazem muitos movimentos e coletivos, é uma maneira de restituir a vida inocente e potente que foi rompida por conta desta força estúpida e puramente destrutiva. Politizar a morte, destruir a maquina assassina! É urgente! Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos. Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos. Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos. Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos. Hoje uma criança foi assassinada pela PM com um tiro que destruiu metade do rosto dele, Felipe Rangel tinha 3 anos.

FOI VOCÊ QUEM MATOU FELIPE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 25 de junho de 2014 por em 2ª Marcha Contra o genocídio do Povo Negro, Porrada!.
%d blogueiros gostam disto: