Das Lutas

Coletivo

II Feira da Rede de Economias Coletivas

flyer autogestao

No dia 15 de agosto de 2015 ocorreu a Segunda Feira da Rede de Economias Coletivas, no bairro do Méier na zona norte do Rio de Janeiro. A feira contou com a presença de grupos e coletivos que tem como princípios: autogestão, solidariedade, democracia, cooperação e respeito à natureza. A feira é um local de encontro desses grupos e indivíduos que buscam ressignificar as lógicas de produção e consumo na sociedade capitalista, além de apresentar novas formas de ocupação do espaço urbano fora da racionalidade imposta nesse modelo. Assim, é possível ampliar e conectar redes de apoio mútuo, fortalecendo os movimentos populares, a resistência da população negra, a produção cultural nas favelas, a arte e o comércio de rua e suas lutas.

Para entender o que é Economia Coletiva: “A Economia Coletiva é inspirada nos camponeses e indígenas que durante toda sua história fizeram inúmeras experiências de economia coletiva pra produzir e/ou comercializar seus produtos. Nas chamadas “comunidades primitivas”, ninguém era dono dos rios onde os humanos pescavam, das matas onde colhiam as frutas e dos animais que eram caçados para as pessoas se alimentarem. Hoje, frente ao desemprego massivo e diferentes formas de exploração econômica como os juros e a cultura do endividamento, a classe trabalhadora encontra na Economia Coletiva uma alternativa de sustento e de organização”. (Disponível em: https://www.facebook.com/events/1751898778370558/, acesso em: 16 de agosto de 2015)

Alguns dos produtos oferecidos na feira: roupas, cerveja artesanal, flores artesanais, mudas, produtos de limpeza (sabão feito de óleo saturado, detergente, cloro e amaciante), mel, caldo verde, comida vegana, doces, perfumes, livros, jornais, filmes, entre outros. A feira também cotou com muita música, poesia, teatro.

Grupos presentes: Grupo de Produção Coletiva – Chico Mendes (MCP), Roça Rio, Bazar du Bom, Instituto de Estudos Libertários (IEL), Núcleo Pró-Federação Libertária de Educação (EL), Inimigos do Rei, Us Neguin Q Não C Kala, Assembleia Popular do Grande Méier, Organização Popular (OP), Movimento de Organização de Base (MOB), Companhia de Teatro Azeviche, Livraria Consequência, Movimento Passe Livre – Rio, Jornal (Re)organise, Use Depois de Ler, Ratos Diversos, Poeta Saia da Gaveta, Aquilombar, Imprensa Marginal, Shopping Chão, Cervejaria Divergente, Cervejaria Raízes, Cultivo Orgânico em Casa.

Apoio: SINDSCOPE, SINDIPETRO-RJ, Cafuné na Laje, Das Lutas e Coletivo de Mídia Independente.

mod IMG_0150 mod IMG_0152 mod IMG_0164 mod IMG_0166 mod IMG_0168 mod IMG_0171 mod IMG_0177 mod IMG_0180 mod IMG_0181 mod IMG_0182 mod IMG_0184 mod IMG_0185 mod IMG_0186 mod IMG_0187 mod IMG_0202 mod IMG_0209 mod IMG_0215 mod IMG_0221 mod IMG_0228 mod IMG_0229mod.feira

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 22 de agosto de 2015 por em Resistências Estéticas, Territórios Rebeldes e marcado , .
%d blogueiros gostam disto: